A HARPIA ESTÁ
QUASE EXTINTA
NA MATA ATLÂNTICA

A harpia (Harpia harpyja), também conhecida como gavião-real, é uma águia que pode ser encontrada desde do México até a Argentina.

Considerada a maior águia das Américas, apresenta uma envergadura de mais de 2 metros! A fêmea pesa aproximadamente 9 kg, enquanto o macho pesa em torno de 5 kg. Apesar do tamanho, a harpia voa sem chamar a atenção de suas presas. Elas se alimentam de animais que possuem hábitos arborícolas, ou seja, que ficam nas árvores: preguiça-real, macaco-prego, bugio, mutum e arara-azul são algumas das espécies que entram no cardápio das harpias.

A HARPIA ESTÁ QUASE EXTINTA NA MATA ATLÂNTICA

A harpia (Harpia harpyja), também conhecida como gavião-real, é uma águia que pode ser encontrada desde do México até a Argentina.

Considerada a maior águia das Américas, apresenta uma envergadura de mais de 2 metros! A fêmea pesa aproximadamente 9 kg, enquanto o macho pesa em torno de 5 kg. Apesar do tamanho, a harpia voa sem chamar a atenção de suas presas. Elas se alimentam de animais que possuem hábitos arborícolas, ou seja, que ficam nas árvores: preguiça-real, macaco-prego, bugio, mutum e arara-azul são algumas das espécies que entram no cardápio das harpias.

Sensível às alterações causadas pelo homem, a harpia está ameaçada de extinção, principalmente, devido à urbanização, ao desmatamento e à caça, especialmente no bioma Mata Atlântica. Cada vez mais rara, está classificada como vulnerável à extinção no país, e já foi extinta localmente em diversas regiões, considerada quase extinta no bioma de Mata Atlântica.

Geralmente, as harpias colocam de um a dois ovos, e quando são dois filhotes, apenas um sobrevive. Os pais tomam conta dele por cerca de 2 anos, mesmo que ele já esteja voando e caçando sozinho. Por isso, a reprodução da harpia é lenta, o que faz com que a ave corra ainda mais risco de desaparecer.

Fotos acima e à direita: Projeto Harpia

Para contornar este problema e tornar este processo um pouco mais rápido, muitas instituições que reproduzem este animal sob cuidados humanos costumam incubar artificialmente os ovos de harpia. Assim, a mãe fica livre para colocar outros ovos logo em seguida, já que ela não precisa passar anos zelando por apenas um filhote, que é cuidado por uma equipe de humanos. Com esta técnica, a conservação da espécie fica mais fácil.

O Projeto Harpia coordena as ações in situ e ex situ para a espécie.

 

Av. das Cataratas, 12450
Foz do Iguaçu - PR
ao lado do Parque Nacional

 

Fone +55 45 3529-8282

.

Desenvolvido por  

 

Av. das Cataratas, 12450
Foz do Iguaçu - PR
ao lado do Parque Nacional
Fone +55 45 3529-8282

.

Desenvolvido por  

Av. das Cataratas, 12450
Foz do Iguaçu - PR
ao lado do Parque Nacional
Fone +55 45 3529-8282

.

Desenvolvido por